EnglishPortuguêsEspañol

BMG CANVAS

O QUE É BMG CANVAS?

 

Um modelo de negócio descreve a lógica pela qual uma organização cria, entrega e captura valor, seja ele econômico, social, ambiental ou qualquer outro tipo de valor. A sua construção é parte essencial para o desenvolvimento estratégico e operacional de qualquer organização. 

O Canvas do Modelo de Negócio (em inglês, Business Model Canvas) é uma ferramenta que ajuda empreendedores e gestores a descrever, desenhar, desafiar, inventar e pivotar o modelo de negócio de sua organização. Co-criado por 470 profissionais de 45 países, o canvas permite sintetizar o modelo de negócio de forma visual e de fácil compreensão.

O BMG Canvas nada mais é que uma adaptação do Business Model Canvas desenvolvida com base nas necessidades específicas de empreendedores e startups, sendo composto por nove blocos: segmentos de clientes, proposições de valor, canais, relacionamento com clientes, fontes de receita, recursos-chave, atividades-chave, parcerias-chave e estrutura de custos. 

Proposta de Valor

Nessa parte são descritos as soluções que a empresa propõe oferecer para resolver os problemas de seus clientes. Dentro da proposta de valor devem estar contidos quais benefícios o produto/serviço oferece, qual o preço ofertado, e quais são os seus diferenciais, devendo justificar por que os clientes comprariam de sua empresa e não dos seus concorrentes.

Segmentos de Clientes

Na parte de segmentação de clientes é descrito o perfil do público-alvo: quais são suas preferências, seus comportamentos, faixa etária, onde estão localizados. Em outras palavras, todas as informações necessárias que ajudarão a elaborar a projeção de vendas e se o empreendimento proporcionará lucratividade.

Relacionamento com o Consumidor

É a parte que apresenta como a empresa irá se relacionar com seus clientes para estabelecer sua proposta de valor. Isto é, estabelecer se o relacionamento se dará pelo atendimento online no caso se for um e-commerce, ou se será um atendimento pessoal através de um ponto de venda. Nessa seção deve-se sempre levar em consideração a ótica do cliente, a maneira como ele gostaria de entrar em contato com sua empresa.

Canais de Distribuição

Tratam-se dos meios em que será estabelecida a comunicação com os clientes, seja através das mídias sociais, anúncios patrocinados, publicidade em veículos tradicionais como televisão, rádio, revistas e jornais. E como será feita a distribuição, pelos correios, empresa transportadora. Pode-se também descrever como será feito o pós venda e o serviço de atendimento ao consumidor. 

Atividades-Chave

No que se refere às atividades-chave, são enumeradas as tarefas que serão executadas para construir a proposta de valor, como serão as etapas da linha de produção (no caso de uma indústria), ou como será resolvido o problema (no caso de uma prestação de serviços). 

Recursos-chave

Definidas as atividades-chave da empresa, o próximo passo é descrever como serão executadas essas atividades, quais são as máquinas utilizadas, o número de pessoas contratadas para operacionalizar a produção, onde serão alojados os maquinários e as pessoas para trabalhar, e o quanto de investimento financeiro será necessário para investir em todos os recursos.

Parceiros-chave

Como parcerias-chave devem ser descritos quais serão os principais fornecedores que ajudarão a empresa a oferecer sua proposta de valor. Um bom exemplo disso é a terceirização, pois muitas empresas têm a necessidade de terceirizar determinados serviços que não são sua atividade principal, como, por exemplo, um escritório de contabilidade, ou uma empresa de consultoria. As parcerias-chave ajudarão a empresa em suas estratégias e resultados.

Fluxo de Receita

No fluxo de receita é apresentado o quanto os clientes estarão dispostos a pagar pela proposta de valor oferecida pela empresa e quais serão as formas de pagamento, prazos, entre outros. 

Estrutura de Custos

Toda a etapa de processo de uma empresa tem seus custos de produção e manutenção da atividade que devem ser descritos na estrutura de custos. Para facilitar, o ideal é fazer a correta classificação entre os custos fixos e variáveis, de maneira que facilite a visualização dos custos mais caros de cada etapa, ajudando a observar se são menores ou maiores que o fluxo de receitas.

EXEMPLO
 

SMART FIT: Malhação com aparelhos top e ambiente refinado por baixo custo.

Quer ter acesso às melhores ferramentas para validação da sua ideia? 
Baixe agora o Thinking Inside the Box.

  • Pesquisa

  • Habilidades

  • Estágio

Artigos recentes

    COMPARTILHE ESSE ARTIGO!

    Facebook
    Twitter
    LinkedIn
    WhatsApp
    plugins premium WordPress